Obras de infraestruturas

O novo bairro ribeirinho começa agora a ganhar vida

#FollowVilaRio,
7 de April, 2021
As raízes que delineiam o futuro de um novo Bairro
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

O arranque das obras de infraestruturas marca o arranque de um projeto que promete desenvolver e acrescentar valor à freguesia da Póvoa de Santa Iria. A primeira fase das obras de infraestruturas do bairro Vila Rio focou-se na remoção das sobrecargas efetuadas durante o processo de consolidação de solos, tendo sido removidos mais de 100.000mde solo.

Com este processo concluído, ficam, desta forma, reunidas as condições para iniciar a segunda fase das obras de infraestruturas. Esta segunda fase consiste na execução da rede de drenagem de águas residuais, que as encaminhará para a rede municipal e respetiva estação de tratamento. Os trabalhos consistem na execução de 32 caixas de visita e 1.250m de coletor, implantado a profundidades entre 1,65 m e 4,57 m.

Com a conclusão no final de março de 2021, a segunda etapa das obras é pilar na criação do futuro bairro. Delineando as raízes do que será a principal avenida de circulação de Vila Rio, começa a materializar os arruamentos e os extensos caminhos pedonais de conexão do bairro ao rio Tejo, elemento caracterizador do novo bairro.

Além de 5.200m de passeios em calçada, o bairro Vila Rio irá contar ainda com 3.300m de novas vias de acesso, contribuindo para os esforços e o compromisso na revitalização da cidade, com a certeza de transformar a visão do bairro Vila Rio em realidade.

 

Um bairro idealizado para viver o exterior

Idealizado como bairro para viver o espaço exterior, esta fase de traçar caminhos é fulcral.

A Teixeira Duarte continua totalmente empenhada para que, muito em breve, possa disponibilizar novos espaços, abertos não só aos futuros residentes do bairro, mas a toda a comunidade.

A terceira fase das obras que se avizinha inclui a execução da rede de drenagem de águas pluviais, cuja solução foi desenvolvida em estreita colaboração com os SMAS, permitindo obter uma solução de funcionamento mais eficaz e eficiente.

Está prevista a execução de 2.200m de coletor, 64 caixas de visita, 108 sumidouros, bem como o reperfilamento de 220m de valas já existentes e a execução de seis bocas de descarga. Esta fase deverá estar concluída já em meados de Julho de 2021.

Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Outras Notícias

Outras Notícias

Scroll Up