A memória como eixo de valorização do bairro

A MEMÓRIA COMO EIXO DE VALORIZAÇÃO DO BAIRRO VILA RIO

#FollowVilaRio,
22 de Março, 2021
A memória ganha um lugar de destaque enquanto eixo de valorização, e o passado uma das dimensões da singularidade e procura por diferença.
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Numa sociedade em constante mutação, em que a população é cada vez mais exigente e onde os desafios diários exigem uma maior adaptação e flexibilidade à escala global, Vila Rio foi idealizado de raiz para se tornar o núcleo bairrista do futuro. 

O projeto encontra-se assente em 3 grandes eixos orientadores, a Memória, a Sustentabilidade e a Regeneração, que atuando de forma integrada delinearam todo “o caminho” para o que se espera vir a ser um bairro de futuro.

A identidade de Vila Rio vive do futuro, do presente, mas também do passado. Um bairro que se vê parte integrante do grande projeto de requalificação da frente ribeirinha. Um bairro mais sustentável, adaptado às novas vivências e estilos de vida, mas preservando e acarinhando as tradições, história e memórias do município. Afinal, o que será do amanhã sem as recordações do ontem? 

A valorização do passado das cidades é uma caraterística comum às sociedades do novo milénio e reflete uma mudança significativa nos valores e atitudes sociais da população. Depois de um longo período em que só se enaltecia o que era novo, eis que o quotidiano urbano vê-se invadido por projetos que valorizam a preservação e a revalorização dos mais diversos vestígios do passado. 

A memória ganha aqui um lugar de destaque enquanto eixo de valorização no projeto, e o passado torna-se umas das dimensões mais importantes da singularidade e na procura por diferença. Recordar as memórias individuais e culturais de uma cidade e dos seus habitantes, é partilhar e reforçar a identidade e sentido de pertença de todos aqueles que dela fazem parte. 

Vila Rio: um passeio através da história

É possível encontrar, ao longo de Vila Rio, elementos que valorizam a história portuguesa, como a aplicação de pedra da calçada (com elementos que materializam a identidade do bairro). Vila Rio prevê no seu desenvolvimento a conceção de zonas de jardins e lazer, que recuperam a memória de uma vida bairrista e também a integração harmoniosa de peças de arte exclusivas, que percorrem as ruas e avenidas do bairro. 

Através da arte urbana, Vila Rio concretiza uma identidade inspirada no rio, onde cada uma das inúmeras peças, remete para vivências e memórias da região e reforça a importância das manifestações e expressões artísticas para o desenvolvimento local. 

De génese contemporânea, o destaque recai na rotunda de entrada a Vila Rio, onde a escultura de um Barco que confere personalidade e uma identidade ao bairro, relembra a grande importância que ao longo dos séculos teve na cultura e história portuguesa, ora como meio de subsistência ora como forma de expressão. A escultura é, assim, uma homenagem aos avieiros e todos os povos ribeirinhos, que tanto contribuíram para Portugal e sua história. Estas embarcações refletem um modo de vida centrado no rio Tejo, onde os antigos pescadores decidiram fixar residência pela abundância e qualidade do seu sustento (o peixe).

O encontro de gerações, vivências e comunidades faz parte da alma do projeto Vila Rio. É essencial aproveitar o imenso potencial da frente ribeirinha, cuja revitalização abre alas para um futuro sem limites. Está, aliás, planeada a dinamização do clube náutico da Póvoa e novas atividades ligadas ao Tejo, ações que ressuscitam experiências antigas. A Associação Cultural Avieiros da Póvoa de Santa Iria (ACAPSI) é uma das associações empenhadas em reviver estas histórias e tradições ligadas ao rio, fulcrais no desenvolvimento de um novo bairro. O legado dos avieiros continua também vivo pelas mãos de várias entidades ligadas ao turismo, com a criação de passeios de barco pela rota dos avieiros, onde o já conhecido barco Varino Liberdade nos possibilita apreciar a natureza em redor. 

Promovendo um forte sentimento de identidade e pertença, Vila Rio funde-se com a cultura e comunidade locais para redefinir o conceito de bairro, elevando-o a ideal do futuro.

O rio Tejo enquanto palco da história

Rodeado de elementos naturais, Vila Rio é um bairro feito à medida do cidadão contemporâneo, que mantém vivas as memórias do Tejo e das suas gentes. Desde sempre elemento caracterizador da cidade de Lisboa, o rio possui uma história não só indelével mas que se quer preservada pelas suas valiosas e ricas narrativas e importância na história de Portugal.

Nesse sentido procuramos compreender a cultura popular para o desenvolvimento de Vila Rio, considerando a riqueza histórica e cultural do rio Tejo como espelho da memória de um local e que se vê como eixo orientador do novo bairro. 

A história é aqui um elemento primordial para conhecer uma região e a Póvoa e Vila Franca não são exceção. Caracterizadas por uma identidade fortemente enraizada no rio e nas suas gentes, o capitalismo e industrialização da era moderna promoveram a criação de novos estilos de vida assentes na adaptação, orientados por novos valores. A aquisição destes novos modelos de vida beneficiaram a comunidade local com diversidade e outros valores e tradições que se foram inserindo no habitat. No entanto, os modelos culturais e sociais das classes dominantes, aliados ao acelerado desenvolvimento urbano, provocaram uma quebra no sentido de comunidade e de pertença. 

A memória da arquitetura urbana cumpre o papel de reproduzir as experiências construídas por uma sociedade, incluindo a visão de mundo, influências, cultura, economia, desenvolvimento e outros fatores. 

O bairro Vila Rio pretende recriar a prosperidade das cidades ribeirinhas, combinando fatores históricos e as tradições da geografia circundante para criar uma zona de espírito familiar e de vizinhança, fortemente inspirado no rio Tejo e seu contínuo legado.

Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Outras Notícias

Outras Notícias

Scroll Up